23 abril 2014

PATAGÔNIA - DE EL CALAFATE A EL CHALTÉN

0 comentários
El Chaltén é a cidade mais nova da Argentina, foi fundada em 1985 para manter a soberania da Argentina sobre territórios na disputada fronteira patagônica com o Chile, ela fica localizada nos pés do Monte Fitz Roy e  se tornou rapidamente a capital do trekking no país por oferecer diversas rotas, das mais leves as mais intensas, para o esporte.


Eu estava super empolgada para conhecer El Chaltén, pelas minhas pesquisas era um dos lugares mais bonitos que passaríamos na viagem e lá teriam algumas opções de trilhas legais e leves que eu e a minha família aguentaríamos fazer. Mas infelizmente no dia que programamos fazer o passeio o tempo amanheceu horrível, com o céu todo nublado, seguimos mesmo assim, na esperança do clima melhorar, mas não adiantou, só vimos o sol quando voltamos a nos aproximar de El Calafate, já no fim do dia. Por isso já adianto que nem de longe esse post mostrará a beleza dessa pequena cidade e sim será algo mais prático indicando como chegar lá e etc, mas não desanimem, procurem mais sobre El Chaltén e a visitem, mesmo com o tempo feio amei a cidade, então imagino o quanto ela deve ser incrível com um dia lindo de céu aberto!
Uma foto tirada do Google para vocês terem ideia da vista que eu perdi! 

Novamente, nós fomos com o carro alugado, e diferente do passeio a Torres del Paine, onde Ruta 40 é horrível, a viagem a El Chaltén de El Calafate é muito mais tranquila. A estrada foi asfaltada recentemente e está impecável, são pouco mais de 3 horas de viagem, mas que passam num estante enquanto admiramos a paisagem. 


No caminho fizemos uma parada no Parador La Leona, um café e hotel com mais de 110 anos, localizado exatamente no meio do caminho entre El Calafate e El Chaltén, que ganhou fama quando os lendários assaltantes americanos Butch Cassidy e Sundance Kid se refugiaram lá após roubar um bando em Rio Gallegos. Vale a parada e além de poder se esquentar com uma bebida quente, você ainda pode aproveitar o wifi grátis, que não sei como funciona - e bem - ali no meio do nada!





Continuamos a viagem para El Chaltén e nada do tempo abrir, essa estrada é considerada uma das mais bonitas do mundo, pois tem o Monte Fitz Roy ao fundo, mas infelizmente não conseguimos ver nada, apenas o lago Viedma e seus enormes glaciares beirando a estrada do lado esquerdo.



Ao chegar a El Chaltén percebemos que o clima lá é completamente diferente de El Calafate, lá quase não vemos turistas e sim muitos mochileiros e andarilhos cruzando a cidade com as suas enormes mochilas em busca da melhor trilha.  A cidade é pequena mas é uma graça, super encantadora, infelizmente só passamos meio dia lá, pois o tempo ruim acabou com os nossos planos, ficamos sem coragem de encarar uma trilha, por mais light que fosse, na chuva e no frio que fazia, fiquei morrendo de vontade de voltar e conhecer mais, principalmente em um dia bonito.






Visitamos algumas lojinhas com produtos típicos na rua central da cidade, mas como vimos que não teríamos muita opção do que fazer entramos na Patagônia Aventura para nos informar sobre os tours, ainda estava louca para fazer o trekking no gelo e tinha visto que ele também estava disponível no Glaciar Viedma, mas infelizmente não foi dessa vez, as vendas daquele dia já estavam esgotadas então acabamos optando por um tour de barco no Lago Viedma, que eu conto para vocês no próximo post!

Na volta o tempo começou a abrir e o visual da estrada ficou mais incrível ainda! Deixo algumas fotos pra vocês e no próximo post tem o nosso passeio pelo Lago Viedma!

 







15 abril 2014

RECEITA - ESCONDIDINHO DE CARNE SECA RÁPIDO

0 comentários
Fiz essa receita no fim de semana e foi tão fácil e rápido e o resultado ficou tão bom que eu tinha que dividir com vocês! Amo escondidinho, mas a última vez q eu tinha tentado fazer do zero cozinhando e desfiando a carne seca e preparando a mandioca demorou e deu tanto trabalho que eu tinha pegado trauma, até que essa semana vi duas embalagens da Vapsa na minha dispensa, a carne seca já desfiada e a mandioca cozida, aí pensei, bom vou tentar! Fiquei meio com o pé atrás com a carne, medo de não ter gosto de nada ou aquele gosto de carne processada, mas pelo contrário, era uma delícia e o melhor, facílimo de fazer, foi só refogar. Alias a receita toda é muito fácil e rápida, montei tudo em 15 minutos e na hora de servir só coloquei para gratinar no forno por mais 10 minutos, até quem não tem muita intimidade na cozinha vai conseguir fazer, vocês vão ver.


Ingredientes

-1 pacote de carne seca Vapsa
-1 pacote de mandioca cozida Vapsa
-2 colher de sopa de manteiga
-100g de queijo ralado (usei muçarela, mas pode ser coalho ou qualquer outro de sua preferencia)
-5 colheres de requeijão
-1 cebola média picada
-sal e pimenta a gosto
-meia caixa de creme de leite
-leite

Modo de preparo:
Derreta metade da manteiga em uma panela e refogue a cebola até que ela fique transparente, então adicione o conteúdo do pacote da carne e cozinhe até que o líquido seque, acrescente sal e pimenta a gosto, mais cuidado que a carne já vem levemente salgada, eu não achei necessário colocar.




Enquanto isso preparei a mandioca como manda a embalagem: fiz furos com um garfo na embalagem e levei ao microondas por 5 minutos.

Então leve até uma panela, amasse e acrescente o creme de leite, uma colher de sopa de manteiga, sal e leite e mexa até obter o ponto desejado.

Então é só montar. Comece com uma camada do purê de mandioca, depois a carne, o requeijão e novamente o purê de mandioca. Cubra com o queijo e leve ao forno para gratinar .




E olha só o resultado!
 
Mais uma, agora de dentro pra vocês verem que delícia!!

 Fácil demais, né?!

11 abril 2014

LOOK - FRIDAY NIGHT

0 comentários
Faz tempo que não posto look,s né, então aqui vai um para inspirar nessa sexta perfeito para sair pra jantar! Saia godê mais regatinha de malha e saltão! Gostaram?





Saia: Bershka
Regata: SpaçoArt
Sandália: Zara
Bolsa: Balenciaga

YUCATAN - RODÍZIO MEXICANO EM SÃO PAULO

0 comentários
Sei que esse blog ta quase monotemático quando se trata dos posts de gastronomia, mas ando numa fase tão viciada em comida mexicana que sempre me pego desejando e acabo indo comer ou mesmo fazendo em casa, tipo aqui e aqui. E devido a esse "vicio" achei justo falar do restaurante mexicano que eu mais gosto em SP, o Yucatan! Antes que me critiquem, nunca fui para o México e nem entendo muito dessa culinária, não sei se o Yucatan serve uma comida fielmente mexicana, se é tex mex ou mesmo se é uma adaptação brasileira, só sei que amo o rodizio deles e que pra mim não tem nada mais gostoso que passar um fim de tarde devorando os totopos com os dips deles!



O cardápio do Yucatan é grande, são várias opções a la carte, mas confesso que nunca prestei muita atenção nelas, sempre vou de rodízio pois tem tudo que eu gosto e o preço sai praticamente o mesmo de um prato. Por R$47,90 você pode devorar totopos, sour cream, pasta de feijão, pico de galo, guacamole, tacos, taquitos, burritos, quesadillas e chili a vontade, todos esses itens chegam a mesa em etapas numa quantidade boa e caso você deseje é só pedir mais.




Os recheios são simples, mas o que eu adoro no Yucatan é que a carne que acompanha os tacos e burritos não é moida e sim desfiada, é a carne chamada de machaca (tem receita aqui pra quem quiser), acho que da muita diferença na textura e no sabor.

Mas a minha parte preferida do rodízio são os totopos , que nós costumamos chamar de nachos e os taquitos, um rolinho frito recheado de queijo, carne ou frango, que ficam perfeitos com muito sour cream e pico de gallo.




Quem não curte pimenta também pode ir despreocupado, quase não vai pimenta nos pratos e em alguns, como o burrito, você tem a opção de pedir com ou sem. Agora, se você gosta, recomendo muito pedir a pimenta da casa, é uma delícia.

O Yucatan fica na Av. Juscelino Kubitschek, no Itaim, o ambiente é simples, com jeitão de bar e o gostoso é pegar uma das mesas na varanda. De sexta e sábado tem mariachis cantando músicas ao vivo, então se você é avesso a música alta enquanto come, como eu, prefira outros horários.

Yucatan
Av. Juscelino Kubitschek, 393 - Itaim Bibi - SP
( (11) 3846.3505 - Fax: 3045.3177
yucatan@yucatan.com.br

ROTEIRO 8 DIAS EL CALAFATE E PATAGÔNIA

0 comentários
Pra ficar mais fácil a busca pelos posts sobre a Patagônia e também para dar uma dica de roteiro achei legal fazer esse índice com as postagens em ordem cronológica e um resuminho do que eu fiz cada dia nessa minha viagem de fim de ano. Espero que ajude vocês!

Minha viagem durou 16 dias entre El Calafate e Buenos Aires, 8 dias em cada cidade, primeiramente nosso plano na Patagônia era ficar apenas El Calafate no hotel Design Suites El Calafate, mas depois decidimos visitar Torres del Paine e preferimos pernoitar em Puerto Natales para descansar.


19/12
Chegada em Buenos Aires.
Passeio pelo centro.
Jantar em uma parrilla.


20/12
Voo para El Calafate com atraso de 7 horas no aeroporto.
Chegada em Calafate.
Aluguel do carro.
Hotel Design Suites El Calafate.


21/12
Perito Moreno
Safari Náutico
Look Perito Moreno
Jantar no Los Amigos


22/12
Ida a Torres del Paine pela Ruta 40 - Parte I
Ruta 40 - Parte II
Torres del Paine
Pernoite em Puerto Natales


23/12
Puerto Natales
Volta a Calafate pela Ruta 40
Jantar no Parrilla Mi Viejo


24/12
Manhã no hotel.
Calafate Mountain Park.
Véspera de Natal no La Tratto.


25/12
Laguna Nimez
Tarde no centro.
Almoço no Casimiro Biguá e jantar no Isabel.

26/12
El Chaltén
Tour Glaciar Upsala
Almoço no Pangea.

27/12
Volta na cidade.
E voo para Buenos Aires.

Post extra:
O que vestir em El Calafate
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog da Gelly Copyright © 2012 Design by Cantinho do Blog Blogger Template