25 fevereiro 2015

RESTAURANTES SP - TEMPRANILLO VINHO & COZINHA

0 comentários
São Paulo vem passando por uma febre de restaurantes ibéricos, abriram vários recentemente e semana passada conheci mais um que não posso deixar para recomendar para vocês!
 
O Tempranillo Vinho & Cozinha fica localizado no coração da Vila Nova Conceição, um dos bairros mais gostosos de SP na minha opinião, o ambiente é uma graça, rústico com toques de modernidade e conta com uma espaçosa varanda perfeita para jogar conversa fora em um longo almoço.
 
O cardápio do Tempranillo, tem influências ibéricas e italianas e conta com ótimas opções de peticos e tapas espanhóis para começar a refeição ou mesmo para ficar somente nelas, acompanhadas de um bom vinho ou de uma sangria.
 
Começamos com elas, primeiro com a excelente porção Mista de Croquetes - que não consta no cardápio, mas é só pedir que eles fazem - e trás as três opções disponíveis, de Jamon, Bacalhau e Polvo. Estavam todos excelentes e sinceramente não sei dizer qual eu mais gostei, amo frituras e os bolinhos estavam perfeitos, bem sequinhos, com a casquinha fininha e crocante e interior macio e saboroso, uma delícia que só de lembrar já deu água na boca.
 
Pedimos também um Pixnto de Jamon, Gorgonzola, Figos e Mel, sou suspeita para falar pois amo essa combinação, mas estava divino e com os sabores muito bem equilibrados já que a pasta de queijo gorgonzola era mais suave para não sobrepôr os outros ingredientes. Não deixem de pedir!
 
Como principal escolhi a famosa Lula Recheada com Farofa de Camarão que vem acompanhada por polenta mole. Já havia visto esse prato em várias fotos no Instagram, sempre acompanhada de muitos elogios e estava louca para provar, achei a combinação da lula com polenta super inusitada e como são duas coisas que eu amo fiquei bem curiosa. E realmente os elogios estavam corretíssimos, a lula é deliciosa, super macia, a farofa bem gostosa e combinou perfeitamente com a polenta, pra mim é a definição de comfort food, aquela comida que da vontade de comer num dia chuvoso, que a gente se pega desejando!
 
Outra ótima opção é o Bife Ancho, confesso que fiquei na dúvida em pedir carne em um restaurante especializado em comida mediterrânea, mas me surpreendi muito, pois a carne estava excelente!! Ela pode vir acompanhada de salada, purê de batatas, legumes ao vapor, arroz com brócolis ou com batatas rústicas, a nossa escolha que também estava muito boa.
As opções de sobremesa do cardápio também são ótimas, mas tem uma que não da pra deixar de pedir, a Rabanada De Doce de Leite com Sorvete de Baunilha. Genteeee, o que é esse prato?? Juro, é de comer rezando e só ele já valeria a visita, rs.
 
Para quem for forte e resistir e quiser uma alternativa mais leve, os Figos com Amêndoas e Mel são a opção perfeita. Olhem só a apresentação que linda.
Tempranillo Vinho & Cozinha
Endereço: R: Jacques Felix, 381 – Vila Nova Conceição
Horários de Funcionamento: 3ª a 5ª almoço 12h-15h e jantar 19h-23h30h/6ª almoço 12h-15h e jantar 19h-00h30/sábado almoço 12h-17h e jantar 19h-00h30/domingo 12h-17h.
 

24 fevereiro 2015

CAMINHOS DE PEDRA - UM PEDACINHO DA TOSCANA EM BENTO GONÇALVES

0 comentários
Um dos passeios que eu mais gostei na Serra Gaúcha foi o Caminhos de Pedra, um roteiro que conta um pouquinho de como os italianos se estabeleceram na região. Localizado na colônia São Pedro, a 13 quilômetros do centro de Bento Gonçalves, foi idealizado pelo engenheiro Tarcísio Vasco Michelon e pelo arquiteto Júlio Posenato em 1987 para resgatar , preservar e dinamizar a cultura que os imigrantes italianos trouxeram à serra gaúcha a partir de 1875.
Casa das Massas
 
O Caminhos de Pedra é formado por um circuito de sete quilômetros que passa por 28 construções em pedra e madeira especializadas em produtos coloniais que os imigrantes italianos começaram a fabricar na região. São paradas como a Casa do Mate, Casa da Ovelha e Casa da Cuca, instaladas nos casarões históricos, onde você será recebido pelo próprio proprietário que vai contar a história e apresentar os produtos produzidos ali. Algumas visitas são gratuitas e outras tem o custo de R$2 até R$5, com exceção da casa da ovelha que cobra R$20 por pessoa.
 
O acesso à rota é bem fácil e apesar de não constar no Google Maps, não faltam placas sinalizando como chegar através de Bento Gonçalves ou Caxias do Sul. Logo na entrada há um posto de informações turísticas onde são oferecidos mapas com a localização e informação sobre todas as casas e folders com a história do caminho, as casas são númeradas e a rota é toda muito bem sinalizada, não da pra se perder. O passeio pode ser feito em meio dia, com pressa ou em um dia inteiro, vendo tudo com bastante calma. Tivemos que optar por apenas meio dia e não foi possível visitar todas as casas, escolhemos apenas aquelas que nos interessaram mais e ficamos bastante tempo na Casa da Ovelha - em outro post conto o porque.
 
Como nós estávamos vindo de Caxias do Sul começamos o passeio de trás para frente, mais precisamente na Casa do Mate.
 
A casa é uma das mais bonitas do circuito e conta com uma linda roda d'água que deixa o cenário totalmente bucólico. Lá nós fomos recebidos pelo proprietário que conduziu a visita, nos explicou sobre o processo de fabricação artesanal da erva mate e ainda nos ensinou a preparar e degustar um chimarrão.
 
Seguimos então para a Casa da Cuca, cheia de cucas quentinhas, sucos, vinhos e cosméticos a base de uva. A casa é uma das mais novas, mas é linda e tem uma varandinha perfeita para um café da tarde.




De lá visitamos a belíssima Casa das Massas que vende massas, geleias e biscoitinhos.
 
Fizemos uma parada rápida na Cantina Strapazzon, que ganhou fama após ter sido cenário do filme O Quatrilho e hoje conta sobre o processo de fabricação do vinho, mas por conta do horário não conseguimos fazer a visita e seguimos para a próxima, a Casa da Ovelha.


A Casa da Ovelha é uma das atrações mais completas do Caminho, lá é possível dar de mamar para os filhotes de ovelha, ver o pastoreio e é claro, conhecer e degustar os produtos da marca, passamos por lá, mas todas as atividades estavam marcadas para o fim da tarde, então resolvemos ir almoçar no excelente restaurante Nonna Ludia (conto mais em um próximo post) e voltar mais tarde.

No circuito ainda estão a Casa das Pequenas Frutas, especializada em berrys que infelizmente estava fechada no dia da nossa visita, a Casa da Tecelagem, a Casa Vanni, outro restaurante que dizem ser muito bom, uma vinícola, o atelier do artista plástico João Bez Batti, a Casa de Doces Predebom, entre outras que não conseguimos visitar por conta do tempo.

Alem dos casarões, ao longo do passeio também passamos por lindas paisagens que fazem com que a gente se sinta na Toscana, então tire um dia pra aproveitar, não esqueça a câmera fotográfica para tirar muitas fotos e não deixe de fazer esse imperdível passeio!



 

23 fevereiro 2015

RECEITA - SALADA ELBA DO RESTAURANTE JOSEPHINE

0 comentários
E aí gente, como passaram o carnaval?? Espero que bem, mas agora chegou a hora de voltar a rotina e eu tenho uma receita perfeita pra ajudar a gente entrar nos eixos de novo, uma salada tão gostosa que eu provei na minha visita Restaurante Josephine que eu aproveitei e pedi a receita para vocês! É facílima de fazer e fica muito gostosa, essa é uma porção bem generosa para uma pessoa, mas fique a vontade para aumentar ou diminuir a receita e dar o seu toque pessoal. Espero que gostem!




Salada Elba

Rendimento: 1 porção

Ingredientes:
100 gramas de folhas verdes (alface americana, alface roxa, radicchio, rúcula)
2 tomates caqui
½ Manga Aden
3 Figos
Azeitonas pretas fatiadas
100 gramas de parmesão

Modo de preparo:

Em uma chapa ou frigideira, coloque o queijo parmesão e deixe-o gratinar. Reserve.
Coloque as folhas verdes picadas em um prato e cubra com a manga picada em tiras, o figo cortado em “gomos”, as azeitonas e o tomate picado em rodelas.
Pegue o queijo gratinado e decore colocando no topo da salada.


Molho Italiano

1 dente de alho bem picado
1 xícara de azeite
1 colher de sopa de mostarda
Orégano a gosto
Sal a gosto

Misture tudo e acrescente por cima da salada.

22 fevereiro 2015

HOTEL SAINT ANDREWS, MUITO LUXO E SOFISTICAÇÃO EM GRAMADO

1 comentários
Logo que fechei a minha viagem para Gramado pensei que precisava conhecer o Hotel Saint Andrews, o primeiro e único hotel brasileiro a ter 6 estrelas e ser considerado um Exclusive House. Afinal, o que de tão especial ele tem para receber esses títulos? Precisava descobrir e é claro, contar para vocês!


Fundado em 2010, em um prédio inspirado nos castelos da região de Saint Andrews, na Escócia, localizado a poucos minutos do centro de Gramado, o Saint Andrews foi criado para oferecer o máximo do luxo, requinte e exclusividade para os seus hóspedes. Lá tudo é pensado para oferecer a melhor experiência possível, realizando todos os desejos de quem se hospeda ali, vocês vão ver!


Exclusivíssimo, comporta apenas 22 hospedes nas suas 11 suítes, todas idealizadas para casais, é tão intimista que se bobear - ou desejar - você não cruzará com ninguém durante a sua estadia, basta solicitar a equipe do hotel que todas as áreas, inclusive a piscina, podem ser reservadas para um momento a dois. O cuidado da equipe começa no momento em que você coloca os pés em Porto Alegre com um chofer te aguardando para realizar o transfer entre o Aeroporto Salgado Filho e Gramado - já incluído na valor da estadia.

Ao chegar, é impossível não se impressionar com o visual, localizado dentro de um condomínio fechado, basta cruzar os portões para ficar boquiaberto com os jardins, o lago e o belo prédio, emoldurados pelo Vale do Quilombo ao fundo, automaticamente somos transportados para a Europa, não tem jeito!



Fui recebida pelo querido Sr. Umberto Beltramea, gerente geral do S.A. que tem anos de experiência em hotelaria de luxo, foi ele quem me guiou na minha visita e apresentou cada cantinho do hotel. Logo percebemos o conceito de Exclusive House ao entrar no S.A., lá, nada lembra um hotel e sim uma luxuosa casa, a decoração, criada pelo designer de interiores Luiz Mori Neto, é lindíssima e mistura o clássico com o moderno de forma primorosa. É extremamente luxuosa e requintada, ainda assim é aconchegante e nos faz nos sentir em casa. Os hospedes são recebidos pelo concierge no lobby, onde ele realiza o checkin e se informa de suas preferencias para tornar a estadia ainda mais memorável.

De lá fui conhecer as áreas comuns do hotel, começando pelo belíssimo living com pé direito de 8 metros e vista para o maravilhoso Vale do Quilombo. Ali também fica localizado o bar da onde saem drinks como o conhaque Louis XVIII.




No mezanino fica localizada uma completa biblioteca e um cantinho mais que especial com vista para o vale, o Sr. Umberto conta que adora surpreender os hospedes e servir o café da manhã ali, imaginem que delícia!


As outras áreas comuns são a piscina climatizada, o SPA com saunas seca e a vapor, a sala de ginástica, o restaurante Primrose - do qual eu falarei num próximo post - e a aconchegante sala de jantar Madrepérola, que acomoda até seis pessoas em uma mesa retangular, estilo chippendale, e conta com uma bela vista para o vale e lustre de cristal tcheco Maria Tereza com 14 braços, pintado em ouro, tornando a o cenário ideal para um jantar à luz de velas.






Restaurante Primrose.

Sala Madrepérola.

Outro cômodo bem legal é a Adega Gourmet e Bar, com uma grande mesa retangular com oito lugares e uma estação gourmet, a adega permite degustações e refeições harmonizadas, além de vitrine para frios e espaço climatizado com vários tipos de bebida. É ali que ocorrem eventos e jantares harmonizados realizados em parceria com marcas como Moët & Chandon e Veuve Clicquot, são servidos o almoço ou o jantar para os hóspedes e os amantes da gastronomia têm a possibilidade de assumir a cozinha e ser o chef do dia. Na completa adega climatizada também estão disponíveis mais de 230 rótulos, entre eles preciosidades como o Chateau Mouton Rothschild, o Charmes Chambetain Grand Cru e o Brunello Di Montalcino. Aliás, vale registrar que o Saint Andrews é o único hotel em Gramado a ter o cuidado de ter um sommelier e um chef trabalhando lá constantemente.


Nos andares superiores estão localizadas as suites, são apenas 11, todas com decoração e cor diferentes relacionadas ao seu nome. Assim como o hotel, foram pensadas especialmente para casais e só comportam duas pessoas, a suíte Topázio é a única com cama reversível que pode ser adaptada em duas camas de solteiro.

No primeiro andar esta localizada Diamante, a maior e mais luxuosa suíte do Saint Andrews, toda em tons suaves, conta com 9 ambientes, o hall – onde fica um mordomo e que atende aos demais apartamentos do pavimento -, sala de estar, duas sacadas (uma com vista para o jardim e lago, outra para o Vale do Quilombo), closets feminino e masculino, dois banheiros em mármore italiano na cor marfim - com chuveiro e banheira com hidromassagem -, home theater da marca B&W, equipados com Mini Mac ligado a uma TV de LED, enquadrada em uma moldura clássica em dourado, capaz de baixar filmes e músicas. Quatro lustres de cristal tcheco Maria Tereza dão vida e requinte ao espaço, cujo mobiliário, papel de parede e tapete têm desenhos importados e exclusivos. No quarto, um painel de espelho fica atrás da cama, que dispõe ainda de dois lustres tipo abajur. A sala de estar recebe um sofá com manta de vison sintético, TV LED em uma prateleira e objetos finos de decoração. Um luxo só, não?














As outras suítes são menores, mas não ficam atrás no que diz respeito a luxo e conforto, a Jade, nas cores prata e verde-água, tem uma ampla sacada com vista para o Vale do Quilombo. Os tecidos da cabeceira da cama e das cortinas são em seda, nas mesmas tonalidades do ambiente. O banheiro é todo em mármore bruto travertino, com arandelas de cristal e espelho com moldura clássica prateada. Toda em branco, prata e rosa, a suíte Pérola tem como diferencial o estilo bem feminino e o banheiro com uma parede envidraçada voltada para o vale. Já a suíte Esmeralda difere das outras duas pelas cores utilizadas na decoração – o verde limão, branco e dourado. Nas cores pink e marrom, a suíte Granada disponibiliza ainda uma mesa em madeira com duas cadeiras para o hóspede desfrutar o café da manhã em seu quarto, se desejar.

Suíte Jade.




Suíte Pérola



Suíte Esmeralda

Suíte Granada.



No segundo andar ficam mais quatro suítes, a Topázio, em amarelo, dourado e pink, que pode ser adaptada com duas camas de solteiro e tem linda vista para o vale, a Rubi, que tem como diferencial as cores vinho e lilás, a Turquesa, decorada nas cores verde e dourado e a Onix, uma das preferidas dos hospedes, segundo o Sr. Umberto, decorada nas cores preto e prata, possui dois lustres em cristal tcheco Maria Tereza – um em cima da cama e outro em cima da mesa clássica de madeira para duas pessoas, em frente à bay window, de onde é possível contemplar os jardins e o lago. Neste quarto, a cama remete à época medieval, pois é feita em ferro com um dossel. Há também uma minissala de estar com sofá e puffs, home theather B&W, TV LED e mini Macintosh com teclado e mouse sem fio. O mármore branco predomina no banheiro, que possui banheira de imersão, na qual o hóspede poderá fazer terapias corporais.
Suíte Topázio.


Suíte Rubi





Suíte Onix.


Suíte Turquesa.

No terceiro andar estão localizadas duas suítes semelhantes, porém com toques personalizados, ambas possuem três ambientes - sala de estar, closet e quarto, além do banheiro. Na Âmbar prevalecem tons em marrom e marfim e o papel de parede em veludo, já na Cristal o marfim predomina e a parede ganha suavidade com o papel de parede em seda. Elas têm ainda uma escrivaninha, mesa para o café da manhã, duas sacadas, duas TVs LED, sistema home theather B&W e mini Macintosh. Os desenhos da decoração de ambas suítes são em arabescos, enquanto as portas têm estilo gótico.











 Todas as suítes contam ainda com decoração com flores naturais, frigobar com produtos premium incluídos no valor da diária, amenities L'Occitane ou Bvlgari, dependendo da suíte, closet com armários , gavetas e cofres, banheiro com torneiras e puxadores em prata ou dourado, conforme a decoração, lustres em cristal Maria Tereza, namoradeira, TV LED com moldura clássica e escrivaninha.




Agora, o que diferencia o Saint Andrews de outros hotéis luxuosos? Sem dúvidas é o serviço, desde o momento que entramos, até a hora de ir embora, toda a equipe está disponível para fazer da sua hospedagem a melhor possível. O Sr. Umberto conta que esta sempre pensando em maneiras de entreter e surpreender os casais, seja com pequenos mimos, refeições especiais ou pequenos eventos, tudo bem intimista e personalizado. Fora isso, basta pedir e tudo que estiver ao alcance do staff será realizado e se não for possível, com certeza, eles irão oferecer uma alternativa satisfatória.





As ervas e verduras usadas no restaurante do hotel saem da hora localizada no jardim.


Muitas dessas surpresas são realizadas na linda área externa com paisagismo assinado por Marcelo Novaes, ali, estão vários cantinhos especiais, como o gazebo, o deck sobre o lago, onde as vezes é servido o café da manhã, um espaço com forno a lenha e vista para o lago onde pode ser servido um rodízio de pizzas e um espaço com fogueira, onde são organizadas noites de tradições gaúchas com direito a comidas e danças típicas. Em breve também será inaugurado um espaço dedicado aos amantes dos charutos.






As refeições podem ser servidas em diferentes áreas do jardim e do hotel.




Sala de Pizza.

O gazebo onde costumam ser realizados os casamentos.




Noite de tradições gaúchas.



O Cigar Lounge que será inaugurado em breve.
O café da manhã é servido em um jardim de inverno com apenas 4 mesas localizado ao lado do restaurante Primrose, mantendo o requinte e sofisticação, não tem um buffet e sim um cardápio a la carte que vária todos os dias e trás opções como brioches, waffles, panquecas, ovos benedict e muito mais.



O Saint Andrews também realiza eventos, principalmente casamentos, como toda a proposta do hotel realizam apenas recepções mais intimistas para no máximo 22 pessoas hospedadas ou para aproximadamente 70 não hospedadas. Por enquanto as festas são realizadas na área externa, mas em breve será construído um novo prédio no mesmo estilo do hotel dedicado aos eventos.

Como esse post já esta enorme, vou deixar para contar sobre a minha experiência no restaurante Primrose em um próximo post, mas espero ter conseguido passar pelo menos um pouquinho do que foi a minha experiência no Saint Andrews para vocês! Recomendo muito o hotel e fico orgulhosa em saber que temos empreendimentos nesse nível aqui no Brasil, muitas vezes vamos para fora em busca de luxo e me surpreendi ao descobrir que temos algo assim tão pertinho, a apenas 1:30hr de avião de São Paulo. Realmente é algo fora dos padrões nacionais, um requinte que não é visto na grande maioria dos hotéis 5 estrelas - ta aí o motivo da sexta estrela - o carinho e atenção com os hospedes são excepcionais e o Sr. Umberto e equipe estão de parabéns pelo cuidado.
Então, se você estiver buscando alguns dias de tranquilidade com muitos mimos, não tenha dúvidas, reserve já o Saint Andrews!

Fotos: Saint Andrews e Blog da Gelly

Hotel Saint Andrews
Endereço: Rua das Flores, 171 - Vale do Bosque - Gramado, RS
Telefone: 54 3295-7700
Telefone para reservas: 0800 644 8088
Email para reservas: reservas@saintandrews.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog da Gelly Copyright © 2012 Design by Cantinho do Blog Blogger Template