29 julho 2016

CONFIRA AS NOVIDADES DO NOVO CARDÁPIO DO FORNERIA SAN PAOLO

1 comentários
O consagrado Forneria San Paolo completa 15 anos em 2016 e para comemorar passou por uma reformulação completa, no ambiente, proposta e cardápio!

O restaurante tem se preocupado cada vez mais com a sustentabilidade, em usar alimentos orgânicos e alternativas mais saudáveis e nessa nova fase esse cuidado reflete tanto na decoração e como no cardápio.

O espaço ainda mantém a essência Italiana, mas ganhou ares nova-iorquinos através de mapas com interferências artísticos e elementos que remetem à cidade cosmopolita. O verde, tão intenso na Pracinha Amauri, fica ainda mais presente com a presença de hortas e temperos que agora adentram pelo salão, além de fotos que mostram a rotina da Fazenda da Toca, fornecedor de folhas e legumes orgânicos, base de algumas das novas receitas.

No cardápio, pratos que levam alimentos orgânicos são sinalizados em verde, estão disponíveis também mais pratos leves como tartares, carpaccios e saladas e alternativas veganas e vegetarianas. 

Mas, calma, o Forneria ainda é um restaurante italiano, rs, então não faltam especialidades como a burrata e o carpaccio de polvo que pedimos de entrada.

Se você quer manter a linha saudável, o bolinho de espinafre sem glúten recheado com queijo da casa, é uma escolha certeira! É delicioso e fica ainda melhor com a geleia de pimenta que o acompanha.

Entre as saladas o destaque é a de mix de grãos com folhas, manga e cebola caramelizada.

Não resisti as massas e fui de lasanha verde à bolonhesa! Escolha perfeita, pois estava sensacional!

Também pedimos o tartare di carne.

E o novo pollo al Forno a legna, composto de galeto orgânico e polenta de milho fresco finalizada no forno à lenha, o risoto de cenoura orgânica com salmão e azeite de manjericão. Delicioso.

Entre as sobremesas, não deu para resistir ao clássico tiramisu.

Mas também provamos uma novidade, o creme brulée de milho.

Ah e outra boa notícia, achei que os preços também foram reformulados, fazia tempo que não ia ao Forneria, mas tive a impressão que os preços estavam um pouco mais baixos.


Forneria San Paolo

Endereço: R. Amauri, 319 - Jardim Paulistano, São Paulo - SP, 01448-000
Telefone:(11) 3078-0099


28 julho 2016

RESTAURANTE BANANA VERDE APRESENTA NOVOS PRATOS EM CAMPOS DO JORDÃO

0 comentários
Semana retrasada o restaurante Banana Verde nos convidou para um experiencia muito legal, um dia em Campos do Jordão com direito a degustação dos novos pratos do cardápio e uma visita muito interessante a uma fazenda local.

Partimos de São Paulo cedo com um animado grupo de blogueiros e jornalistas e seguimos para a nossa primeira parada, o encantador Sans Souci Bistrô. No restaurante provamos um menu criado a quatro mãos pela querida Priscila Herrera, chef do Banana Verde e pelo Thiago Fegies, do Sans Souci.



Com sete passos, o menu mesclou novidades e especialidades dos dois chefs, tudo vegetariano, como o restaurante paulistano.
O começo já foi surpreendente, a tradicional amouse bouche do Sans Souci vem com gelatina de champagne com um crocante de laranja, que nada mais é que aquelas balinhas que estouram na boca. Impossível não lembrar da infância.

Seguimos para o maravilhoso couvert com pães de fermentação natural preparados na própria casa, manteigas aromatizadas, coalhada seca, caponata de berinjela e mix de chips com o melhor guacamole da vida, que é o do Banana Verde.


Chegou também uma entradinha viciante, pipoca trufada com parmesão regional. Que combinação dos deuses, gente. Amo!!

E para encerrar as entradas, um prato batizado de Eu Amo Cogumelo, cogumelos variados assados com molho oriental e moyashi. Os cogumelos estavam sensacionais, muitíssimo bem temperados, sem excesso de shoyo e em nada lembrava os servidos em restaurantes japoneses, muito pelo contrário, aqui, ervas complementavam o sabor com equilíbrio e delicadeza.

Então, passamos para os principais, primeiro o risoto de arroz vermelho com shitake, gorgonzola, nozes e peras secas e a moqueca de palmito e banana da terra, purê de cará com queijo da serra e farofa de uarini com castanhas.

Alem de lindos, ambos os pratos estavam excelentes, o tempero da chef Priscila é especial, daqueles que te faz lembrar com carinho da refeição e que transforma ingredientes simples em algo fora do comum.
E a carne? Eu garanto, não faz falta alguma! Você nem vai se dar conta que está fazendo uma refeição vegetariana de tão encantado que estará com os pratos.

Na hora da sobremesa mais uma surpresa, primeiro pela delícia das mini eclairs e segundo pela torta raw (aquela dieta onde só se consegue pratos crus) de chocolate com calda de frutas vermelhas. A torta não leva açúcar refinado, nem lactose, é extremamente saudável e estava maravilhosa. E olha que esses doces fit não costumam me convencer, hein!

Com a barriga muito cheia, seguimos para a fazenda Entre Vilas, especializada em frutos raros no Brasil como o lúpulo e frutas vermelhas.



A fazenda é um encanto, pena que o severo inverno adormeceu as plantações e nós não conseguimos ver muita coisa. No verão, quando os pés estão lotados de frutos é possível visitar as plantações e até mesmo comprar e colher frutas vermelhas.

A Entre Vilas também conta com um restaurante no melhor estilo slow food aproveitando ingredientes de produtores da região. Ele funciona apenas nos fins de semana com um menu degustação que sai R$130 por pessoa. Fiquei louca para voltar.


E foi com esse lindo fim de tarde que terminou a nossa trip!

Aproveitei e salvei os Snapchats pra vocês verem do nosso dia, confiram!

27 julho 2016

MARGOT BISTROT, MUITO CHARME E ÓTIMA COMIDA NO CAMPO BELO

0 comentários
Semana retrasada falei do Malba Cocina y Bar, uma ótima churrascaria argentina que eu conheci no Campo Belo e hoje venho contar para vocês de uma outra descoberta, o Margot Bistrot.

A casa conquista logo na entrada, é impossível não se impressionar com a luxuosa decoração em estilo francês. Logo na entrada fica o pequeno café onde é possível fazer apenas um lanche. No andar de cima fica um lounge com bar que recebe clientes nos dias mais cheios e que também pode ser fechado para eventos privados para até 40 pessoas.



Mas o que mais impressiona é o salão principal com suas mesas em volta de uma grande árvore localizada no meio do espaço.
É lindo. Alias, o clima do Margot Bistrot é super intimista, perfeito para um jantar a dois.

A cozinha é comandada pela chef Yasmine Bahiense, que criou um cardápio variado com pratos influenciados pela culinária de diferentes países. Há
Entre as entradas estão opções como os camarões grelhados com o delicioso molho sweet chilli.

A levíssima salada de lulas.

E a terrine de foie gras com brioche e geleia do dia.

Entre os pratos principais a escolha foi unanime, o polvo grelhado com batatas ao murro, as surpreendentes folhas de espinafre fritas, chips de alho e páprica picante.


Mas no cardápio ainda estão pratos com carne bovina, cordeiro, peixes, carne de porco e massas ou seja, bem variado mesmo.

Pra encerrar escolhemos aquela sobremesa que nunca tem erro, um bolinho de chocolate quente!!

Se você busca um lugar charmoso e intimista com boa comida, o Margot Bistrot é o seu lugar!



26 julho 2016

O NOVO CARDÁRPIO DE SUSHIS DO PF CHANG'S

0 comentários
O P.F. Changs é uma das maiores redes de comida asiática do mundo, conhecida principalmente pelos seus pratos chineses preparados na wok, eles acabaram de trazer mais uma novidade que deve agradar em cheio os brasileiros, o menu Sushi a la P.F. Chang’s com opções de rolls e tartares.

As receitas foram criadas com o apoio Philip Chiang, chef e cofundador da marca e seguem bem o estilo americanos com rolls maiores e mais recheados.

Há também duas ótimas opções de tartares e foi com eles que iniciamos a nossa degustação.

O Salmon Tartare tem tudo para ser um dos mais pedidos, vem com cubos de salmão, pimentão vermelho, cebola, coentro com molho à base de laranja e maracujá servido sobre finas fatias de abacate e acompanhado de massas crocantes de wonton.

Mas foi o Ahi Tartare que me conquistou, ele é feito cubos de atum, pepino, cebolinha, coentro e gergelim e molho levemente picante à base de futas cítricas e shoyu servidos com fatias de abacate sobre uma massa crocante de Wonton. Bem apimentadinho, é daqueles pratos que você não consegue parar de comer!

Então seguimos para os rolls.

Adorei o Sesame Salmon Roll, com tempura de camarão, abacate e cream cheese, coberto com lâminas de salmão maçaricado, com um toque de óleo de gergelim.

O primeiro lembra bem o famoso hot roll, já o Warrior Roll vai surpreender o paladar dos brasileiros com tempura de kani-kama, cream cheese, coberto com finas tiras crocantes de cenoura, molho tare e molho de manga.

Há também duas opções com camarão, o Dynamite Roll, versão sushi roll da famosa entrada Dynamite Shrimp, que leva camarões crocantes envoltos em um picante molho aioli com sriracha, tradicional pimenta tailandesa e no Shrimp Hot Roll, crocante roll de camarão com cogumelos, maionese japonesa, cebolinha verde e molho de soja agridoce.


Completam o menu o tradicional California Roll, mix de kani-kama temperado com molho cítrico, pepino e gergelim com um toque de Shichim Togarashi e o Spicy Tuna Roll, mix de atum apimentado com molho sriracha e pepino em um roll envolto com gergelim.


Todos são servidos com o tradicional molho Ponzu, criado à base de cítricos, shoyu e saquê.

Depois de todas essas entradas ainda provamos os dois pratos mais tradicionais da casa, o Mongolian Beef e o Kung Pao Chicken.


E encerramos com a Apple Crunch, uma torta de maça desconstruída, servida em forma de wrap e acompanhada por sorvete de creme com um toque de canela e doce de leite.

Para acompanhar os pratos, a casa ainda criou cinco novos drinks à base de saquê. Começando pelo levíssimo Lemongrass Sake (suco de maçã-verde, maracujá e capim-santo); na sequência, o Fresh Cucumber (limão e pepino) R$ 19 ou mesmo o Rock & Berry (morango, limão e pepino) . Fechando o cardápio, o Dragon Sake(hortelã, abacaxi, limão-siciliano, maracujá e um toque de capim-santo) e o exótico Wasabi Martini (cointreau, limão e wasabi) agregam ainda mais a lista de novidades.

P.F. Chang's
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 627 - Vila Nova Conceição, São Paulo - SP, 04543-000
Telefone:(11) 3044-0571

25 julho 2016

O FESTIVAL DE NOODLES DO GRAND HYATT SP

0 comentários
Quem me acompanha no Instagram (@tipsbygelly) sabe que eu adoro lamen, basta esfriar um pouquinho para eu correr para algum restaurante para me esquentar com o macarrão ensopado! A parte boa, é que o prato está cada vez mais popular e agora não é mais necessário ir até a Liberdade para degusta-lo e pra quem ainda não provou, eu tenho uma ótima sugestão de onde começar.

Até o fim do mês o Kinu, restaurante japonês do hotel Grand Hyatt São Paulo, está realizando o Festival de Noodles com cinco receitas de lamen, udon e soba criadas especialmente para a ocasião. Estive lá para conhecer na semana passada e recomendo muito para quem nunca provou os pratos e não tem coragem de desvenda-los na Liberdade, no Kinu você vai ter uma experiencia de primeira, provar excelentes pratos e ser muito bem atendido pela atenciosa equipe que está pronta para tirar todas as suas dúvidas.

Provamos as quatro receitas e garanto que todas estavam impecáveis. Começamos pelos tonkotsu lamens, onde a massa preparada com farinha de trigo e ovos é servida em um caldo a base de vegetais, algas e ossos e carnes de frango e porco. Provamos duas versões, o Missô, onde o caldo é temperado com pasta de soja fermentada e o Shoyo, mais suave, temperado com molho de soja.

Tonkotsu Misso Lamen | 47
Lamen com caldo de miso, copa lombo marinado,
alga marinha, cebolinha e ovo cozido

Tonkotsu Shoyu Lamen | 47
Lamen com caldo de shoyu, copa lombo marinado,
alga marinha, cebolinha e pasta de peixe


Confesso que não sou a maior fã do Missô Lamen, costumo achar muito forte e enjoativo, mas o do Kinu foi o melhor que eu já provei, o caldo estava perfeitamente equilibrado e saboroso, tanto que foi o meu prato preferido na noite!

Em seguida chegou o Kitsune Soba, um tipo de noodle que eu nunca havia provado, nesse prato um macarrão de textura mais firme preparado com farinha de trigo sarraceno vem banhado por um caldo adocicado preparado com aburague. Para acompanhar, um belíssimo tempura de camarão, soba e folhas de cenoura que ficam deliciosos quando molhados no caldo.

Kitsune Soba | 55
Soba com caldo de soba, cebolinha e aburague,
tempura de soba, folha de cenoura e camarão


Encerramos a degustação com o Zaru Udon, prato estilo tsukemen, onde o caldo e o macarrão servidos separados. O udon, de massa mais grossa feita apenas com farinha de trigo é servido frio e deve ser mergulhado aos poucos no caldo quente de shoyo, cogumelos e nori. O prato também acompanha tempura de legumes e tikuwa.

Zaru udon | 43
Udon com caldo de shoyu e cogumelos, nori,
tempura de legumes e tikuwa

Mas claro que não dava pra sair do Kinu sem provar alguns dos pratos frios, então pedimos os lindos e excelentes sashimi de vieiras e de salmão sobre uma placa de sal do Himalaia.


As sobremesas são outro ponto alto do Kinu, tanto que o restaurante tem uma chef dedicada exclusivamente a elas.


E o quanto elas são lindas!?!

Salvei esse vídeo do meu Snapchat (@tipsbygelly) pra vocês terem uma ideia me melhor da minha experiencia! Mas corram, o festival só vai até o dia 30 de julho!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog da Gelly Copyright © 2012 Design by Cantinho do Blog Blogger Template