18 setembro 2016

PERU - UM ROTEIRO DE DOIS DIAS EM LIMA

Lima não é uma cidade muito grande, cheia de pontos turísticos, por isso pode ser explorada em poucos dias. Como tínhamos apenas 6 dias no Peru, optamos por ficar apenas 2 na capital e eu não diria que foi o ideal - talvez seja melhor ficar 3 ou 4 dias, principalmente se você quiser visitar os restaurantes da cidade - mas deu para conhecer as principais atrações tranquilamente. Abaixo vocês conferem o nosso roteiro que fica aqui como sugestão para quem também tem pouco tempo na cidade.

Dia 1



Chegamos bem cedo em Lima e fomos direto para o bairro de Miraflores, um dos mais famosos da cidade, onde ficam a maioria dos hotéis. Exploramos a região, sua avenida principal, a José Larco e descemos em direção a costa até chegar no shopping Larcomar, um belo centro comercial a céu aberto localizado sobre uma encosta que tem uma das melhores vistas da cidade e do Pacífico.






O shopping Larcomar é considerado um dos melhores e mais sofisticados de Lima, possui lojas de algumas marcas internacionais como Steve Madden, Ugg, Banana Republic, e Espirit, restaurantes, 12 salas de cinema, teatro, cafés, bares e até uma balada, porem ele é bem caro e parece ser bem mais frequentado pelos turistas do que pelos peruanos.


Do Shopping Larcomar pegamos um táxi (tarefa meio difícil que eu descrevi aqui) e seguimos para o restaurante Pescados Capitales, especializado em frutos do mar. A casa segue a mesma proposta do conhecido La Mar e tem como destaque os ceviches, apesar disso optamos por pratos quentes que estavam excelentes - onde comer em Lima e os restaurantes que fomos é só entrar nesse post.


Depois do almoço iniciamos uma longa caminhada de volta à parte mais central de Miraflores, seguimos pela Avenida Mariscal La Mar até a rotatória onde pegamos a Rua 7 de Julio e chegamos até o Malecon Cisneros.

O Malecón é o equivalente ao nosso calçadão, um caminho que vai beirando a costa, com a diferença que ele fica no alto, já que Lima está localizada sobre as falésias. A região é super agradável para um passeio e, alem das lindíssimas vistas, também encontramos pelo caminho parques infantis, pista de caminhada, ciclovia, quadras, pistas de skate e até uma rampa para salto de parapente.







É nesse trecho do Malecón que fica o conhecido Parque do Amor, construído ali por ser o ponto escolhido pela maioria dos casais apaixonados que se encontravam para ver o pôr do sol. Sua principal atração é a escultura "O Beijo" do artista peruano Victor Delfin, obra que retrata um casal se beijando e possui 12 metros de comprimento por 3 metros de altura.




Da beira-mar pegamos o Malecón Balta em direção ao Parque Central de Miraflores, região cheia de restaurantes e lojas. Por lá visitamos a Ripley, uma loja de departamento peruana bem semelhante a argentina Falabella, mas não achamos nada de muito interessante. Atravessamos a praça e mesmo sem fome tive que parar na La Lucha, uma sanduicheria conhecida por ter uma das melhores fritas da cidade. E sim, elas são muito boas mesmo, principalmente quando acompanhadas dos diversos molhos que eles fazem por lá e de uma Chicha Morada, um suco feito com um milho roxo típico da região.

De lá descemos a Avenida José Larco novamente, onde paramos no supermercado Wong para comprar algumas comidinhas típicas antes de voltar para o nosso hotel. Então fomos direto para cama, afinal nosso dia tinha começado às 5 da manhã e estávamos mortas!

DIA 2

Pulamos da cama cedo e após tomar um delicioso café da manhã no B Hotel, contratamos um táxi para nos levar para os principais pontos turísticos de Lima. Pagamos por hora e no total foram 3, mas infelizmente fui uma péssima blogueira e não me lembro mais o valor.

Nossa primeira parada foi na Plaza de Armas que fica no centro histórico de Lima. É lá que estão localizados o Palácio de Governo, a Catedral de Lima, o Palácio Arquiepiscopal de Lima, o Palácio Municipal de Lima e do Clube da União. Como nosso tempo era escasso paramos apenas para algumas fotos.








Em seguida seguimos para o Inka Plaza, um mercado de souvenirs onde é possível comprar todo tipo de artesanato típico do país. Há coisas para todos os gostos e bolsos, mas achei que em Machu Pichu tem mais variedade e o preço é melhor.




Encerramos a manhã na Huaca Pucllana, um sítio arqueológico habitado por povos pré-hispânicos entre 200 e 700 dc, que foi descoberto na década de 60 no meio de Miraflores. Há tours guiados no local de hora em hora e vocês encontram mais informações nesse post aqui.





A manhã rendeu bastante, mas já era hora da nossa reserva no consagrado restaurante Central. A casa havia ganhado o prêmio de Melhor Restaurante da América Latina na semana anterior a nossa visita, então estávamos super curiosas.

E sim, é tudo isso mesmo, tivemos uma refeição memorável! Contei tudo nesse post aqui.

Novamente, resolvemos voltar caminhando até o bairro de Barranco, onde ficava no nosso hotel. No caminho passamos pelo Museu de Arte Contemporânea de Lima e resolvemos parar.

 A visita ao museu foi uma grata surpresa, a exposição permanente era bem interessante e estava em cartaz uma exposição da artísta Vivian Zargón que sozinha já valeria a visita.


 A área do museu é super agradável e após a visita aproveitamos para tomar um chá no café do jardim.





Encerramos o dia mais cedo e seguimos diretamente para o hotel pra aproveitar um pouquinho dele, já que partiríamos na manhã seguinte bem cedo.


Jantamos por lá mesmo e eu terminei o dia aqui nessa banheira deliciosa!




Caso você tenha mais tempo na cidade ainda há algumas atrações que, segundo eu pesquisei, valem a visita, são elas:

-Museu Larco
-Parque da Reserva, conhecido por suas fontes e shows de luzes
-Museu Mario Testino, que reúne as obras de um dos peruanos mais famosos mundialmente.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog da Gelly Copyright © 2012 Design by Cantinho do Blog Blogger Template