27 outubro 2016

ONDE COMER EM LAS VEGAS - CARBONE NO ARIA

0 comentários
O Carbone é um dos restaurantes italianos mais consagrados de Nova York e esse ano ele chegou a Las Vegas, no sofisticado Aria Resort & Casino. Assim como na unidade novaiorquina, o clima retrô predomina e basta cruzar a porta do restaurante para nos sentimos nos anos 50. Em Las Vegas, o Carbone ganhou um decoração mais luxuosa, porem nem pense no estilo extravagante da cidade, o ambiente é de extremo bom gosto e nada exagerado.



O cardápio conta com os mesmo pratos franco-italianos que fazem sucesso na matriz, como o spicy rigatoni vodka, a vitela a parmigina e a lagosta fra diavolo, assim como algumas novidades exclusivas da cidade.

Fizemos a nossa reserva com antecedência pelo próprio site do restaurante, mas mesmo assim tivemos que esperar uma meia hora. O restaurante estava no seu segundo mês de funcionamento e estava lotado. Por sorte, a espera nos resultou em uma ótima mesa no suntuoso salão dourado que fica mais ao fundo.

Logo após sentarmos na mesa, o nosso elegante Captain (como são chamados os garçons por lá), trouxe o couvert da casa. Bem completo, inclui ótimos pães, conservas e embutidos e o melhor, é cortesia, rs.

Os pratos também são bem fartos, alguns inclusive podem ser divididos. Começamos com uma entrada exclusiva do Carbone Las Vegas, o Octopus Pizzaiolo, um polvo grelhado com vegetais.

Em seguida pedimos dois pratos para compartilhar entre 3, o Spicy Rigatoni Vodka, que sim, é delicioso como dizem, e o Fettuccini con Funghi.



Não aguentamos a sobremesa, mas pra a nossa a surpresa na hora da conta vem à mesa mais uma gentileza, marzipãs no formato da bandeira italiana e uma dose de limoncello da casa na medida exata para adoçar a boca pós refeição.

A comida estava excelente, mas mais do que isso, me encantei com a experiencia completa que inclui desde o serviço impecável até a atmosfera old hollywood do local. Foi um dos meus jantares preferidos em Las Vegas e ao contrário do que muitos podem pensar, não saiu tão caro assim, gastamos por volta de US$50, por pessoa, sem bebida alcoólica.


16 outubro 2016

VIDEO - O QUE FAZER EM MAMMOTH LAKES

0 comentários
E agora vocês veem em videos como foram os meus dois dias em Mammoth Lakes, na California. Salvei os vídeos do Snapchat, por isso a qualidade não está das melhores, mas da pra ter uma boa ideia do que fazer na cidade.


14 outubro 2016

ONDE COMER EM LAS VEGAS - THE BUFFET AT WYNN, UM BUFFET QUE VALE A PENA

0 comentários
Las Vegas é uma terra de exageros e na comida isso se reflete nos inúmeros buffets all you can eat espalhados pelos cassinos da cidade. Durante muito tempo eles ganharam um status cafona, mas recentemente os principais hotéis da Strip deram uma repaginada no conceito e agora é possível achar comida de qualidade num ambiente bem agradável.


Um hotel que apostou nesse novo conceito é o Wynn com o seu The Buffet at The Wynn, lá o ambiente passa longe de um tradicional bandejão, pelo contrário é muitíssimo bem decorado e agradável (ao estilo Vegas, é claro) e a comida até que é bem gostosa e muito bem apresentada.



A maioria dos buffets funcionam quase 24 horas por dia e servem café da manhã, almoço e jantar. Os preços variam para cada refeição, mas sempre com um valor fixo, o do Wynn, por exemplo saiu US$29,90 no almoço. Uma dica é buscar horários alternativos, prefira almoçar ou jantar bem cedo ou bem tarde, assim você evita as enormes filas e também consegue economizar, rs, se você for almoçar perto das 15 horas paga o preço de almoço, mas aproveita o buffet do jantar que começa a ser servido às 15:30h e é bem mais variado e caro. #ficaadica rsrs

Algumas redes de hotéis também oferecem alguns buffet passes que dão direito a alguns benefícios, o Caesars tem o Buffet of The Buffets, um passe de 24horas para os restaurantes da rede. Vale a pena, mas só se você tiver muito apetite!!









Na maioria dos buffets você vai encontrar comida do mundo inteiro espalhadas por diversas estações, no The Buffet at The Wynn havia comida italiana, americana, francesa, mexicana (incluindo uma estação de tacos feitos na hora), asiática em geral servindo de dim sum a sushi, enfim praticamente tudo que você pode desejar comer, vai ter ali!




No jantar o buffet ganha itens mais nobres como patas de king crab, camarões, ostras, prime rib e em alguns até lagosta, mas não é o caso do The Buffet.



E ainda tem a hora da sobremesa com estações de crepe, sorvetes e doces de todas as partes do mundo.

Juro, é muita comida!!

Se vale a pena? Eu acredito que sim, você não vai fazer a melhor refeição da sua vida, mas da pra comer muita coisa gostosa e variada e sem dúvidas, é uma experiencia bem Las Vegas, rs.




13 outubro 2016

MAMMOTH LAKES - ONDE COMER

0 comentários
O que não falta em Mammoth é restaurante! Tem para todos os gostos e bolsos e vários tipos de comida. Como ficamos pouco tempo na cidade não pude provar muitos, mas acertamos em cheio nos que nós fomos e eu recomendo muito!

Como sempre já vou avisando que escolhi os lugares pelo Yelp e pelo Trip Advisor, entro nos dois normalmente, mas nos Estados Unidos prefiro o Yelp, já que ele é muito usado pelos locais e tem dicas menos turísticas e óbvias que o Trip.  Juro, não viajem sem baixa-lo no seu cel, ele salva vidas e faz você escapar de muitas roubadas. Bom, mas vamos as minhas dicas de onde comer em Mammoth Lakes!

Shea Schat's Bakery

A padaria no centro da cidade é um dos lugares mais concorridos pelos locais e turistas. A casa é conhecida pelos ótimos pães e doces e também pelos sanduíches estilo Sub que são servidos ao longo do dia. A Shea Schat´s Bakery lota, então se prepare para pegar uma bela fila e comer rapidinho em uma das poucas mesas disponíveis, mas vale a pena, eu garanto. Tomamos nosso café da manhã lá e estava uma delícia, fui de bagel com queijo recheado com cream cheese e um dos melhores donuts que já comi.





Good Life Cafe
O Good Life é um dos restaurantes preferidos dos yelpers em Mammoth Lakes, na página do restaurante do site não faltam elogios e não é a toa. Apesar do ambiente bem simples e casual o Good Life Cafe é parada obrigatória, a comida é muito gostosa, os pratos bem servidos e o preço muito bom. O forte da casa é o café da manhã, mas o cardápio é bem variado, tem sanduíches, saladas, pratos mexicanos, hambúrgueres e alguns combos mais completo, com preços que variam entre uns US$8 até US$15. Fomos no almoço e as nossas escolhas foram, french dip sandwich com tortilla soup, outro com zucchini fries e uma enorme e deliciosa quesadilha de frango.










































Yodler Restaurant & Bar
Fomos no Yodler logo que chegamos, ele fica bem no pé da Mammoth Mountain e bomba no fim do dia no aprés-ski. A casa tem clima alpino e um cardápio com uma leve inspiração alemã, mas como todo restaurante americano também tem hambúrguer, sanduíches e flatbreads. São poucas, mas boas opções, há algumas entradas e petiscos para compartilhar em clima de happy hour, uma delas é o fondue de queijo que caiu como uma luva para nos esquentar depois dos -6° que fazia lá fora.

Outra especialidade do Yodler são as fritas de estilo belga, pedimos as com blue cheese, bacon e alho-poró e juro, foi uma das melhores batatas fritas que eu já comi na minha vida, que combinação incrível!!!!

 E como o restaurante é alemão pedimos o Rope Sandwich, com linguiça bratwurst, rúcula, cebola, tomate e djonnaise no brioche.


A comida é bem gostosa e os preços razoáveis, só não espere pratos muito elaborados!

Ramenya
O Ramenya foi uma grata surpresa em Mammoth Lakes, o restaurante tinha acabado de abrir e não estava nem no Yelp ainda, descobrimos pelo guia da cidade e como achamos que um lamen cairia muito bem naquele frio resolvemos provar. O lugar é uma gracinha, um chalé com interior moderno, porem aconchegante. O cardápio é pequeno, mas mas não fica só no lamen, também tem algumas opções de entrada e de bowls com arroz.


Meu pedido foi o Tan Tan Men, um ramen com caldo apimentado e carne suína moída,e foi  apenas, um dos melhores que já provei.

Para quem não gosta de pimenta o shoyo ramen é outra ótima opção, ele vem apenas com cebolinha, chashu e meio ovo, mas você pode adicionar mais alguns toppings com um pequeno acréscimo no preço.

Recomendo muito terminar o seu dia por lá, nada melhor para cair na cama quentinho!

Mais sobre Mammoth Lakes:
Guia completo sobre Mammoth Lakes, com o que fazer no inverno e no verão, onde se hospedar e como chegar.
Meu roteiro de dois dias em Mammoth Lakes
Vídeo dos meus dois dias em Mammoth Lakes

12 outubro 2016

MAMMOTH LAKES - MEU ROTEIRO DE DOIS DIAS

0 comentários
Ontem postei aqui o guia completo de Mamooth Lakes e como contei para vocês, a cidade é cheia de atrações, mas muda completamente de cara no inverno e no verão, por isso as atividades são bem diferentes. Fiz minha visita no inverno e infelizmente não consegui visitar a maioria daquelas atrações no post, então conto agora como foi a minha experiencia na prática.

Ficamos apenas 2 dias na cidade e deu pra aproveitar e descansar bastante, descanso forçado, na verdade, já que uma forte nevasca chegou e não tivemos muita opção além dormir, rs. Mas vamos lá.

Dia 1
Saímos de Vegas pela manhã com destino a Mammoth, foram umas 6 horas de estrada que fizemos com bastante calma admirando a paisagem e parando pra tirar muitas fotos. Saímos de Vegas pela US-95, seguimos até Coaldale, onde pegamos a US-6, depois a CA-120, a Benton Crossing Rd, para então pegar a US-395 que da acesso a Mammoth. O percurso é simples e fomos seguindo o Waze sem maiores problemas.
 
A estrada é lindíssima, primeiro cruzamos o deserto e então subimos paralelo as montanhas da Sierra Nevada. Preparem a câmera fotográfica!




Chegamos em Mammoth no fim da tarde com muita fome e fomos direto fazer um late lunch no Yodler, restaurante que eu já havido escolhido previamente no Yelp.
O restaurante fica no pé da montanha e tem clima alpino. O cardápio conta com alguns pratos alemães, mas também serve sanduíches, pratos bem americanos e no fim da tarde tem um happy hour com drinks com preço promocional.


O clima é bem descontraído com uma galera jovem fazendo um happy après-ski e famílias se alimentando após o dia na montanha.

Depois do almoço fomos dar uma volta pela cidade, andamos na rua principal, a Main St, que tem algumas lojas, cafés e restaurantes. Achamos um pequeno outlet que tinha casacos com ótimos preços graças ao fim da temporada e aproveitamos para fazer algumas comprinhas.




Em seguida passamos de carro pela Old Mammoth Rd. e seguimos para o Mammoth Creek Park, onde demos uma volta rápida.



Como estávamos mortas da viagem e sem fome depois de tanto comer no Yodler, retornamos ao hotel e aproveitamos para dormir cedo e aproveitar o dia seguinte!


Dia 2
Acordamos cedo, afinal havíamos dormido as 20 horas na noite anterior e fomos direto tomar café da manhã na Shea's Schat Bakery, padaria preferida dos locais e turistas. O local já estava bombando e a fama não é a toa, tudo estava muito bom!


O plano era fazer o passeio de gôndola panorâmica e visitar o Eleven53 Interpretive Center, mas uma forte nevasca chegou a cidade e os níveis mais altos da montanha começaram a ser fechados. O jeito foi fazer o passeio reduzido, até o primeiro nível apenas e depois dar uma volta no Village.





Por esse motivo acabamos adiantando o passeio até o Convict Lake. O lago é lindo, mas completamente congelante no inverno graças aos ventos gelados que vem das geleiras, descemos do carro rapidinho, tiramos algumas fotos e voltamos para Mammoth para almoçar no The Good Life Café, outro restaurante que estava super bem cotado do Yelp.

O restaurante é bem descontraído e tem um cardápio enorme com preços muitos bons. A comida estava deliciosa,  recomendo muito.

A tarde eu queria ter visitado a Wild Willy Hot Springs, mas o tempo ficou muito ruim mesmo e nós tivemos que voltar para o hotel.

Dormimos mais e só saímos na hora do jantar no Ramen-Ya, uma ótima casa de lámen próxima a Main St. Juro, foi um dos mais gostosos que já provei.


Dia 3
Chegou a hora de ir embora :(
Não tivemos pressa na hora de acordar, pois sabíamos que ia nevar muito a noite e talvez as estradas demorassem a abrir. Acabamos saindo umas 11 horas rumo a San Francisco e pegamos uma das entradas mais incríveis que eu já vi. Bom, mas isso é assunto para outro post!




Ah, acho que vale explicar que como nosso tempo em Mammoth era muito pequeno optamos por não esquiar. Esquiei apenas uma vez e como precisaria de mais aulas, achei que não valeria o investimento de mais de US$200 na aula sendo que eu não teria tempo de praticar depois. Por isso nosso roteiro foi meio diferente do que a maioria das pessoas fazem em uma estação de ski,rs. Mas vale dizer que ainda assim curtimos muito e nos apaixonamos pela cidade, foi uma delícia descansar um pouco depois de tanta estrada e pegar um friozinho!

E aqui vocês veem o vlog dos meus dois dias em Mammoth Lakes

Mais sobre Mammoth Lakes:
Guia completo sobre Mammoth Lakes, com o que fazer no inverno e no verão, onde se hospedar e como chegar.
Onde comer em Mammoth Lakes
Vídeo dos meus dois dias em Mammoth Lakes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog da Gelly Copyright © 2012 Design by Cantinho do Blog Blogger Template