08 fevereiro 2017

ROADTRIP LV, AZ, UT, CA - BRYCE CANYON, ZION, MONUMENT VALLEY E PAGE, AZ

No post passado já adiantei um pouco de como foi a primeira etapa da minha viagem, mas resumindo: eu tinha muitos dias em Las Vegas entre o Natal e o reveillon e eu decidi fazer uma mini roadtrip pra conhecer alguns destinos próximos. Como eu já conhecia o Grand Canyon, acabei optando por ir para Utah e Arizona e passar pelo Bryce e Antelope Canyon e o Monument Valley. A princípio era isso, mas algumas coisas não saíram como o planejado!

Saímos de Las Vegas bem cedinho graças ao fuso, rumo ao Bryce Canyon. São quatro horas de viagem, mas as paisagens são tão lindas que fomos obrigados a parar algumas vezes e acabamos demorando um pouco mais. Meia hora antes de chegar em Bryce a fome apertou e nós resolvemos parar para almoçar em Panguitch. A cidade é minúscula, tem apenas uma rua, praticamente, e acho que por ser o dia seguinte do natal, estava tudo fechado!! 

O jeito foi comer numa pizzaria dentro de um posto de gasolina, só que como ela estava abarrotada demorou mais de uma hora pra nossa pizza ficar pronta e o pior, quando chegou era minúscula, rsrsrs.

Devoramos a pizza e seguimos viagem, foi só mais meia hora até que começamos a avistar a linda Dixie National Florest e as suas lindas rochas laranjas.

É lá, quase na entrada do Bryce Canyon National Park que fica o famoso arco, vale parar e tirar uma fotinho!

Chegamos no Bryce Canyon umas 2 da tarde e ficamos por lá pouco mais de uma hora. O parque é lindíssimo e contei tudo sobre ele nesse post aqui. Conforme o sol foi baixando o frio foi aumentado e nós corremos para o hotel e só saímos de lá na hora do jantar.


No dia seguinte saímos cedinho do hotel rumo a segunda parte da nossa viagem no Arizona. Seguimos para o sul na US-89 que tem paisagens lindíssimas passando pelas montanhas nevadas até chegar no deserto. Cruzamos o Lake Powel e a Glen Canyon Dam e então chegamos ao nosso destino final: Page, Arizona.

Page é uma cidade bem pequena, mas como serve de base para vários passeios na região é bem movimentada. No verão sua principal atração é o Lake Powel e os resorts que ficam a sua volta e no resto do ano ela serve como ponto de partida para quem quer visitar o Antelope Canyon, a Horseshoe Bend e o Monument Valley.

Ao chegar na cidade fomos direto para a Horseshoe Bend, a famosa curva do Rio Colorado que parece uma ferradura. O lugar é lindo, mas bem lotado, vou contar tudo em um próximo post.

Em seguida o plano era ir pro Antelope Canyon, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado. Quando pesquisei sobre o cânion antes da viagem descobri que haviam duas formas de realizar a visita, o Upper e o Lower Canyon. O primeiro é mais concorrido, mais caro e exige reserva com antecedência, já o segundo, por ter o acesso mais difícil, é bem mais vazio e não aceitava reservas. Me planejei pra visitar o Lower e estava tranquila, mas não me dei conta que tudo estaria lotado graças as férias de fim de ano, para essa época eles estavam sim aceitando reservas e já estava tudo lotado pelos próximos dois dias!

Fiquei extremamente frustrada, pois todo o ponto da viagem para Paige era visitar o Antelope Canyon, mas paciência, essas coisas acontecem e fica aí mais um motivo pra voltar pra essa linda região!

Decidimos, então, almoçar e correr até o Monument Valley.

São duas horas de estrada até lá cruzando o deserto e a fronteira entre o Arizona e Utah até chegar a Nação Navajo (o parque fica numa reserva indígena). As paisagens são lindíssimas, principalmente quando vamos nos aproximando nas lindas formações rochosas do parque.

Ao chegarmos lá encontramos uma enorme fila, já era umas 3 horas, então sabíamos que não teríamos muito tempo pra realizar a visita, mas estávamos esperançosas. Aguardamos um pouco e algumas pessoas começaram a sair da fila, não entendemos o que tinha acontecido, então fui lá perguntar e pra nossa infelicidade descobrimos que o parque estava lotado e só reabriria para visitação as 8 da manhã do dia seguinte!!

Expliquei que não teria como voltar no dia seguinte e nos autorizaram a entrar até o visitor's center, ainda assim teríamos que pagar a taxa de entrada de US$20, mas ela poderia ser utilizada caso nós decidíssemos voltar.

Topamos, afinal já tínhamos dirigido duas hora até lá, rsrs. E no fim não é que até valeu a pena?!

Essa era a vista do visitor's center! Nada mal né?

Normalmente a entrada do parque da direito a um percurso de 17 milhas com vários mirantes e o visitor's center fica bem no início dessa estrada, a vista dali já é incrível, então imagino o resto! Enfim, mais um lugar pra listinha dos que eu tenho que voltar.

Voltamos para Page, onde passamos a noite, no dia seguinte cedo demos uma passadinha no Walmart e então seguimos para Vegas e foi aí que mais um imprevisto aconteceu, mas dessa vez foi um imprevisto bom!

O Waze estava dando 6 horas para Las Vegas, enquanto o gps do carro dava 4, na dúvida seguimos o carro e acabamos nos dando muito bem! O caminho era mais curto, pois pegava um atalho por dentro do lindíssimo Zion National Park. Tivemos que pagar US$30, mas esse foi o único ponto negativo, pois nos encantamos bom a beleza do parque e da estrada.


É claro, que as 4 horas, viraram 6, mas tudo bem, aproveitamos muito o dia e compensamos a baixa dos outros parques!! No fim tudo deu certo e chegamos em Vegas a tempo do teatro que havíamos reservado!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog da Gelly Copyright © 2012 Design by Cantinho do Blog Blogger Template